Meats

Estivemos no Meats logo na sua inauguração para marcar presença, mas finalmente agora vai uma crítica completa da parada!

01

No final de novembro de 2013 o Meats completou um ano de vida com uma ascensão meteórica rumo ao estrelato do universo hamburguístico paulistano. Hoje em dia, falou em hambúrguer, falou em Meats. Paulo Yoller (ex Butcher’s Market) e sua trupe têm muitos pontos a favor: localização, ambiente, mídia, mas principalmente, eles realmente fazem um bom hambúrguer. No ranking aqui do Hambúrguer Perfeito eles estarão, na próxima atualização, em terceiro lugar, atrás apenas do Big Kahuna (2º) e do Burger Lab Experience (3º).

02

Eles trabalham com ingredientes inusitados que fazem do lugar mais um restaurante que vende hambúrgueres do que uma hamburgueria propriamente dita, um exemplo disso é a porção de Coração de Galinha Crocante (R$ 21,00) que pedimos de entrada, essa da foto é uma meia porção.

05

É demais, tipo de coisa que você só encontra lá… Viu, não falei que era um restaurante e não uma hamburgueria? Muito bom! Mas se você é daqueles que vira a cara para coração de galinha, vai com fé nas batatas e onion rings, não tem erro.

Antes de falar do hambúrguer, passaremos pelo árco (álcool para os não íntimos), o Meats serve chope Heineken (R$ 8,00) e tem uma bela carta de drinques e cervejas gringas como vocês podem ver abaixo.

04

E vou revelar um segredo, ainda não tem no cardápio, mas é só pedir que eles fazem o Cachaça de Jambu Sour, uma das melhores experiências do lugar, com uma cachaça com infusão de Jambu (uma flor brasileira) feita por lá mesmo, açúcar e outros segredos.

06

Já que estamos falando de álcool, não podemos passar despercebidos pelo Milk Shake de Guinness com Jack Daniel’s, ok, ok… é caro, custa R$ 40,00. Mas é bom pra car@l#o! Sorvete, Guinness e Jack Daniel’s, sorvete, Guinness e Jack Daniel’s, se liga… Sorvete, Guinness e Jack Daniel’s, não tem como dar errado, né? Imperdível!

03

Pois bem, passamos finalmente ao hambúrguer, pedimos o carro chefe da casa, o mais pedido Hooligan (R$ 29,00), pão de hambúrguer, hambúrguer, queijo reino, picles, bacon e maionese horseradish (puxado no wasabi).

07
Esse hambúrguer faz jus à fama, a carne é realmente saborosa, são 180 gramas de um blend de acém, pescoço e peito bovinos moídos lá mesmo diariamente.

A primeira mordida é impactante, realmente saboroso, não tenho que falar deste hambúrguer a não ser que possui um sabor memorável! O bacon é carnudo e crocante, do jeito que tem que ser. A maionese vem transbordando no lanche o que dificulta a logística para se comer a iguaria, particularmente, eu prefiro quando vem à parte.

08

Única ressalva é o pão, que com a maionese se desfez um pouco, mas nada que comprometesse o resultado final deste espetáculo gastronômico.

O Meats é uma experiência imperdível para quem aprecia um bom hambúrguer e mais do que isso, bons drinks, cervejas e experimentos culinários fazem dele mais do que o hambúrguer, é um baita restaurante, vale muito a pena. E a boa notícia que daremos em primeira mão, estão para abrir novas unidades, mais simples, que vão servir um bom hambúrguer a preços bem interessantes, aguardem!

► Pontos positivos: um monte deles!

► Pontos negativos: já que temos que caçar algum, eu diria que é a questão da logística entre o pão e a maionese, particularmente, eu prefiro num pote à parte, mas a maionese é boa pacas!

Vai lá!

Meats
Rua dos Pinheiros, 320
www.restaurantemeats.com.br
Facebook

Compartilhe:

Autor: Fabrício Schibuola

Fundador do blog Hambúrguer Perfeito, filho do Nelson e da Lília e irmão do Felipe. Publicitário, designer, "marketeiro", corintiano, paulistano com um pé no interior, da música e da cerveja.

Compartilhe
468 ad

3 Comentários

  1. Amooooooooooo o hamburguer do Meats! Experiência incrivel!
    Voltaremos lá né amor?! rs.

    Responder
  2. Melhor hamburgueria de São Paulo.

    Responder

Envie seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>